Tuesday, January 29, 2008

Jus' Watching...

O quinto lugar mais violento desse país. É, Foz do Iguaçu mesmo. Oficial. Acabei de ver no Jornal da Band. Nada que os iguaçuenses já não soubessem, né memo? :(

***
Ia falar algo sobre Law & Order SVU, acabei mudando de idéia, mas no meio do caminho achei algo digno de ser postado: Que raio é esse de Special Victims Unit versão muppet? Como assim?

O pior é que o Munch ficou igualzinho...

***
Em tempo: I Am Legend é muito bão. E tem o Mike Patton fazendo as "vozes" dos infectados :)

Labels: ,

Thursday, January 24, 2008

Farewell, Ledger!


Fiquei triste, eu gostava do Heath Ledger :(

Labels:

Monday, November 19, 2007

Pobre Orwell...

O que quebra é que todo mundo é fã do Orwell - quem pensa e quem não pensa. Ambos querem usar o Orwell pra justificar suas convicções. A diferença? Pura lógica: quem usa pensando, usa de forma correta. Quem não pensa, por sua vez, provavelmente o está usando pra tentar justificar exatamente aquilo que suas obras mais famosas e citadas condenavam.

***
Ah, também ia postar que cansei de postar minha poesia barata, mas tenho a impressão de que daqui a dez minutos já vou mudar de idéia e postar mais poesia barata, então melhor deixo quieto :P

Labels: , ,

Thursday, December 14, 2006

En Mi Ciudad...

Em Foz do Iguaçu faltam pessoas
Que coloquem pessoas
Em seus devidos lugares


[dedicado não a muita gente, mas sim a uma meia dúzia de zés-manés aos quais não darei nem a honra de colocar o nome aqui]

Labels:

Tuesday, September 26, 2006

"Without An End"

Queria muito ter escrito "World Without An End"...

Só.

Thursday, September 21, 2006

#17

-Eita, os ônibus já tão circulando.
-E daí? Babaca é você, que fica acordado até essas horas.
-Credo... tá bom, tá bom, não tá mais aqui quem falou!
-Melhor assim...

e aproveita que ficou em silêncio e me beija de novo...

Andei pensando....

Não sou teimoso não.
Achei que fosse. Mas não sou.
Nem sequer teimoso.
Sou besta mesmo.
Só besta. Infame que diz, né?

Happy Hour

Ahhh, finalmente.
Extenuado. Depois das horas de trabalho, do trânsito engarrafado da metrópole (isso não era assim quando eu tinha meus 20 anos... aliás, isso aqui não era nem sequer uma metrópole), do estacionamento e do elevador até o nono andar, cheguei. E aqui estou, frente à porta do apartamento.
Agora sim. Entrar. Ligar as luzes da sala. Largar chaves, carteira e celular (desligado) na mesa do hall. Tirar os sapatos e as meias. Soltar os primeiros botões da camisa.
Ligar a TV, só um pouco, só pra pegar o final do Jornal Nacional (esse sim, o mesmo desde os meus 20 anos). Ou melhor, pegar o áudio do Jornal Nacional, lá da cozinha. Preparar, sem pressa, um drink bem gelado - qualquer coisa de brandy, ou um mojito (aproveitando pra beliscar o pão de alho). De volta à sala, desligar a TV e ligar o som. O lindo, caro e potente aparato de som, daqueles de woofers, subwoofers, dolby surrounds e mais um monte de tipos de caixas espalhadas por todo o ambiente.
Deftones?
Sim. Hoje, Deftones.
My Own Summer.
Respirar cada 'shove it' que entra pelos ouvidos. Mas com calma. Com tranquilidade. Se soltar no sofá. Apoiar a cabeça. Fechar os olhos. Mergulhar no nada. Relaxar. Mesmo.

Ahhhhhhhhh







delícia!
Só eu, meu brandy e meu som. Hoje os piás vão ter que esperar.

-Piás? Putz, quase 10 anos depois e a gente ainda se chama por 'piá', hehehe...

***
(pro Robz)

Thursday, August 31, 2006

Bristol Sound

-Um Mysteron ou um Wandering Star?
-Ixi, acho que nem sequer um Cowboy...
-Putz, desconsiderou mesmo, hein, Carol?
-Brincadeirinha, bobo...

Check The Clouds... - Parte #02

"Wood panel wagon carpool dragons killing me again"

Meses depois, Leon andava pelos corredores do condomínio, em certa noite. Na piscina, ao lado, reconheceu a gigante sombra, que, em vez de voar como anteriormente, nadava, o acompanhando de leve.
-Sabia, sabia que era você de novo. Sabia.
No lugar dos ossos, o ser estava formado por uma substância que parecia a mistura de sombras e água.
-...
-Porquê demorou tanto tempo, dessa vez? E porquê mudou de ambiente? Que te aconteceu?
-...
Leon, com algum empenho, conseguia escutar o arfar de respiração vindo da criatura, que o acompanhou por um bom tempo - a piscina já havia ficado pra trás, mas o rapaz sentia que o par de olhos de rubi ainda lhe observava.
-Ultralacônico como sempre, né?

"Acho que até entendo... Entendo? Ah, tá..."

-Mas valeu a visita, de qualquer maneira.
O jovem falou a última frase com um suti sorriso no rosto.
Antes de sair da vista dos olhos rutilantemente mortiços, Leon teve certeza de ter ouvido um quase-grunhido de aprovação.
Estava correto. Na piscina, uma boca feita de água e sombras, com algumas dezenas de presas afiadas, sorria, satisfeita. E pensava pensamentos que, traduzidos, dificilmente fariam sentido a algum ser humano*.
Mesmo sem compreender coisa alguma, Leon também se sentia um pouco melhor. Paulo o esperava. Tinham muito a discutir sobre o andamento de seus projetos.
Era uma noite fria.
***


(*na melhor das hipóteses, soariam no máximo como alguém cantarolando "Don't Fear The Reaper". Em um tom um pouco mais grave)